Eu cheguei em um campeonato que tinha um estilo diferente de jogo do que eu tinha conhecido na Espanha

Na França, o jogo é um pouco mais físico e rude que o da Península Ibérica.

O primeiro ano foi bom e eu me senti bem disposto.

Marquei 5 gols, fui eleito o melhor jogador do clube e o terceiro melhor passador da Ligue 1

Na temporada seguinte, voltei à Espanha emprestado por uma temporada pelo Espanyol.

Marquei 4 gols na « Liga ». Boas lembranças, especialmente a da vitória por 2-1 no Camp Nou contra o rival Barcelona.

Após esta nova temporada emocionante na Espanha, fui de novo para o Monaco.

embro-me de, em outubro de 2009, depois de marcar contra o Lens na 9ª rodada da Ligue 1, me tornar provisoriamente artilheiro com sete gols

Um começo de temporada que fez eu me divertir neste campeonato.

Oguei muito e senti que meu futebol amadureceu

Eu consegui encontrar meu ritmo em Mônaco e isso me permitiu continuar meu progresso para estar pronto para os desafios futuros.

Terminamos temporada em oitavo lugar no campeonato, eu marquei 14 gols e chegamos à final da Copa da França. Um jogo que infelizmente perdemos por 1-0, após prorrogação contra o Paris Saint-Germain.

No fim dessa temporada vi que era hora de eu deixar o principado e enfrentar novos desafios

Vários clubes queriam meu passe…

Mas uma oferta me interessou particularmente…